Belo Horizonte é a segunda cidade com mais estabelecimentos LGBT

Negócios voltados para o público gay fazem sucesso e dinheiro.

Em nosso país, 9.5 milhões de pessoas se consideram LGBT. E, por trás dessa nomenclatura, não estão somente lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transgêneros e transexuais. Existe também todo um mercado em potencial e que já movimenta R$ 150 milhões por ano. É o considerado “pink money” ou dinheiro rosa.

Belo Horizonte, que só perde para São Paulo, é a cidade que mais tem estabelecimentos voltados para este público.

São aproximadamente cinquenta, e ainda é pouco. Pensando nisso, uma empresária da cidade decidiu apostar neste mercado e abriu um restaurante vegano voltado ao público LGBT. “Esse é um público que ainda não tem muito onde ir em Belo Horizonte, a cidade ainda é muito pequena quando a gente fala de restaurantes e bares inclusivos”, afirma ela.

A aposta dela vai de encontro com as expectativas do mercado gay. “Só 9% da população brasileira que reconhece marcas que são a favor da diversidade. Já 54% gostaria de que as marcas favoritas tivessem mais iniciativas. Então estamos falando de algo que ninguém ainda está olhando, por puro preconceito e ignorância”, explica a consultora de diversidade.

Belo Horizonte é a segunda cidade com mais estabelecimentos LGBT

Preconceito, inclusive, foi outra razão que a motivou na hora de empreender. Ela diz que sofreu uma agressão há alguns anos na rua e acha que em Belo Horizonte faltam espaços que os acolham.

Em outro ponto da capital mineira, outro empresário também viu no público gay uma chance de fazer negócio. A decoração colorida, objetos retrô e banheiro sem distinção de gênero atraem os clientes – 70% deles são LGBT.

“Falando de negócios, é um público que gasta uns 20% a 30% mais do que o esperado, em contrapartida você tem que trabalhar melhor também”.

Em média, cada cliente gasta R$ 100 no bar e ele fatura mensalmente R$ 70 mil. E eles costumam voltar sempre. “É um público que gosta bastante de curtir a vida. Então, se souber trabalhar bem dentro das expectativas, tem muito terreno pra ganhar dinheiro”.

Homens barbudos têm maior chance de ter pênis menor, dizem cientistas!

Uma consultora especializada neste seguimento reforça a importância de contemplar todo o público LGBT na hora de abrir um negócio voltado para ele. “O marketing LGBT, apesar de ele se chamar LGBT, ainda é muito pouco voltado para as representatividades internas, então bissexuais e a sigla T: travestis, transgêneros e transsexuais não são contemplados. Muitas vezes o mercado é muito mais voltado para gays e lésbicas”.

Hot Grow LGBT – Seu pênis até 7 Centímetros maior!

Outro segmento que tem grande foco na comunidade LGBT é o de produtos eróticos.

A empresa dona da marca Hot Grow (imagens explícitas) criou produto para aumento peniano destinado a este público e o sucesso é tão grande que eles já tem planos para lançar novos produtos!

Belo Horizonte é a segunda cidade com mais estabelecimentos LGBT

2 comentários

  1. Pingback: COMO AUMENTAR O SEU PÊNIS EM 6.4 CM EXTRA E TORNÁ-LO DURO DURANTE MAIS TEMPO, UTILIZANDO UM MÉTODO CIENTIFICO? - MuitoPrazer.Online

  2. Pingback: Polícia Federal “fabrica hacker”, insinua Jean Wyllys! - MuitoPrazer.Online

Gostou? Compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.